Páginas

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

"Canta Comigo" chega ao fim com deficiência no formato



Olá, internautas

Nesta quarta-feira (12/09), a primeira temporada do “Canta Comigo” chegou ao fim na Record TV. O programa girou ao redor dos 7 pontos de média e não conquistou a almejada vice-liderança. Debora Pinheiro consagrou-se a grande vencedora da disputa com 48,80% da votação. Ela mereceu a vitória. Foi a melhor da noite.

Por outro lado, os 100 jurados sobrevalorizaram os outros dois finalistas Naheda Beydoun e Gabriel Camilo. Joab e Prih Queiroz deveriam ter ficado com as outras duas vagas.  
“Canta Comigo” apresentou um cenário deslumbrante. Moderno. Luzes por todos os lados. Uma embalagem moderna para rejuvenescer o velho quadro de calouros. Porém, o formato do talent show apresenta uma grave deficiência.

Os participantes que conquistam o apoio dos 100 jurados seguem direto para a grande final. Ou seja, eles cantam apenas duas músicas para a formação do triunvirato decisivo que recebe os votos dos telespectadores. Os outros participantes, que enfrentam os duelos, cantam mais e ganham mais espaço. Resultado: conquistam uma maior ligação com o público. Naheda, por exemplo, cantou no primeiro programa e somente ressurgiu ontem.

Além disso, a miscelânea de 100 jurados não provoca uma diretriz clara nos critérios de julgamento. Mesmo assim, indícios importantes deram pistas aos candidatos. Música dance dos anos 70 ganhavam simpatia de, pelo menos, 80 jurados com alguma frequência. Cantar em inglês também conquistava mais retorno positivo.

Raros participantes cantaram somente em português. Joab é uma exceção. Deveria ter sido mais valorizado. Outro fato chamou a atenção. Jamily, estrela do “Programa Raul Gil” nos anos 2000, participou da competição. Ela já tem uma legião de fãs e uma carreira reconhecidaDesse modo, caso tivesse sido uma das três finalistas, teria mais vantagem em relação aos concorrentes. E ficou estranha a ausência da cantora no momento ao vivo da grande final.

Mesmo com as ponderações, “Canta Comigo” foi um programa agradável. Atração com bom ritmo. Gugu passou a sua grife e experiência para o talent show.

Fabio Maksymczuk

6 comentários:

  1. Oi Fabio, tudo bem? Boa a sua colocação sobre a falha do formato do Canta Comigo. Mas, mesmo assim, achei o programa bem legal. Só achei Gugu muito apagadinho na apresentação. Ele foi bem, mas é o Gugu. Merecia um espaço maior. Abraço! www.tele-visao.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Fábio, tudo bem? Gostei bastante do "Canta Comigo". Como detesto futebol, para mim era a melhor opção de programa na TV aberta. Que chegue logo dia 26, pois quero ver o "Dancing Brasil 4". Abraços e ótima semana!

    Cristiano Ferrer

    www.primetelenovelas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dancing Brasil 4 poderia ter ficado para o ano que vem....

      Excluir