Páginas

domingo, 3 de junho de 2018

Emilio Dantas sobressai em "Segundo Sol"


Olá, internautas

A TV Globo aposta em “Segundo Sol” para manter os índices de audiência conquistados pela antecessora “O Outro Lado do Paraíso”. A nova novela das nove, de João Emanuel Carneiro, com direção artística e geral de Dennis Carvalho e direção geral de Maria de Médicis, alicerçou-se em duas fases.

A trama de Beto Falcão (Emilio Dantas) e Luzia (Giovanna Antonelli) iniciou em 1999. A fase foi condensada em dez capítulos. Em um ritmo alucinante. Os acontecimentos que remexeram a vida dos personagens passaram como um “meteoro” no vídeo. O autor preferiu a agilidade.

Capítulos muito bem escritos e com boa fluência do enredo. Concentrados na história principal. Apesar disso, o desafio agora é manter esse andamento nos mais de 140 capítulos que ainda serão exibidos.

Outra missão de Carneiro é “não pesar a mão” com os três vilões que lideram a trama. Laureta (Adriana Esteves), Karola (Deborah Secco) e Remy (Vladimir Brichta) são personagens marcantes. O telespectador precisa de um respiro diante das vilanias desenfreadas do trio.

Até aqui, as histórias paralelas criam um ar homogêneo com o restante da obra, o que não foi verificado na cultuada “Avenida Brasil”. O núcleo liderado por Edgar (Caco Ciocler) e Roberval (Fabricio Boliveira), por exemplo, flui com bom desenvolvimento.

O grande achado de “Segundo Sol” recai na escalação de Emilio Dantas. O ator traz nenhum resquício do traficante Rubinho, personagem marcante na recente “A Força do Querer”. Dantas traz um sotaque baiano maravilhoso que realmente passa veracidade ao personagem. O ator trouxe características singulares ao cantor de axé, o que afastou qualquer lembrança do trabalho anterior.

Na véspera da estreia de “Segundo Sol”, uma grande polêmica agitou a novela. A falta de atores negros no elenco que tem a missão de representar a Bahia. Tal fato é um problema seríssimo que não só afeta a nova novela das nove, mas toda a teledramaturgia do canal há décadas.
“Segundo Sol”, até aqui, apresenta boas perspectivas.

Fabio Maksymczuk

7 comentários:

  1. Estou gotando muito da trama e de todo o universo criado pelo autor. Diferente das suas tramas anteriores, os núcleos secundários até então não são um problema. A trilha sonora é ótima tbm! Só uma correção, a trama terá apenas 155 capítulos, sendo assim, faltam menos de 137 para o fim. Abraços!

    www.portalcomentatv.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Novelas curtas sao bem melhores na historia e desenvolvimento..sem.bqrrigas e personagens desnecessários. ..melhor que a anterior ja esta no lucro

      Excluir
    2. Caso alcance sucesso, esticarão... Abs

      Excluir
  2. devido ao fracasso da anterior o publico praticamente esta abraçando esta novela ! ate que por enquanto não esta ruim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A novela anterior foi sucesso no IBOPE... Abs

      Excluir
  3. Olá Fábio, tudo bem? Até o momento estou gostando da novela. Laureta me faz rir bastante, gosto do jeito debochado dela. Mais um grande papel de Adriana Esteves. Abraços! Cristiano Ferrer

    www.primetelenovelas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não bombou no IBOPE... Veremos o que acontece. Abs

      Excluir